Conversinhas paralelas

Olar, mundo! Que comecem os spoilers!

Olar, mundo! Que comecem os spoilers!
Bem-vindo ao WordPress. Esse é o seu-meu-nosso primeiro post.

Lançamos o site Coisas que Aprendi com Séries num maio qualquer, dia 02. Mais um peixe jogado na rede. O site é um catálogo de spoilers e curiosidades sobre séries, filmes, livros, HQs e jogos variados.

Será que porcos comem pessoas?
 
Será que a poeira é composta por ele humana?
 
Será que é possível imprimir 984 milhões de euros em 114 horas?

Queremos matar a curiosidade antes que ela mate um gato. Jogamos spoilers no ventilador por um bem maior: desvendar as maluquices dos contadores de história.

Se toda ficção tem um pouco de realidade, então vamos espreme-la até o fim do suco! Garanto que quem embarcar na nossa viagem não pedirá o dinheiro de volta.

O melhor é que, além de ler as maluquices, você pode participar delas! O site está aberto tanto para leitores que queiram mandar suas ideias quanto para aqueles que queiram escrever postagens e se tornar colaboradores!

Também lançamos sorteios, promoções e concursos em nossas redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter) periodicamente! Por isso, assine a nossa newsletter para receber as novidades no seu e-mail e participar da nossa bagunça.

Antes de ir, uma dica: nunca se esqueça que as melhores histórias estão cheias de detalhes inusitados.

Agora, um trato mais pessoal da pessoa Mylle

Já bloguei muito nessa vida – desde a época que nem blog existia. Fiz meu primeiro site no finado HPG com muita poesia, tradução de música ruim e gifs de borboletas brilhantes passando. Na época do natal até me atrevia a colocar uns flocos de neve caindo, era perfeito. Naquele tempo não me importava com nada, só em empilhar tudo que eu mais amava em um lugar só e cadastrar o endereço no diretório de busca do Cadê (pré-googlers entenderão).

Mas aí a futura blogueirinha foi crescendo e ficando séria. Queria mostrar que sabia das coisas, de cultura japonesa, de escrita, de fazer livrinhos. Flertou com jornalismo, com artesanato (pessoal de humanas, sabe como é), e essas porcarias de gente que não tem mais o que fazer além de almejar o grande desenvolvimento do intelecto.

Isso até o dia que pensei que talvez, apenas TALVEZ, eu estivesse me levando muito à sério. Foi nesse mesmo dia que me perguntei “será que porcos comem gente?” e nasceu isso aqui.

Saudades do espaço ilimitado que não volta mais.

Eu podia dizer que o site é fruto de uma análise profunda das narrativas colocadas nas séries, de um olhar apurado sobre como construir uma história. Besteira! Quero mesmo é responder esse monte de pergunta besta que a gente se faz enquanto vê uma série, um filme, lê um livro ou uma HQ. E ponto. Ui, não sou mais intelectual, ui!

Aliás, estou aqui no “eu”, mas o cafofo aqui é público. Só ergui uma paredes e cobri com lona. O ponta-pé das questões malucas são minhas e do Cássio – mas confesso que já sonho com o dia em que sairei distribuindo dinheiros para muitos blogueirinhos e blogueirinhas do Brasil!

Agora, chega de blablabla. Porque se tem uma coisa que aprendi com séries é que se a coisa for muito séria, perde a graça.

Mylle Silva

Vive de inventar e investigar histórias. Publicou o livro de contos A Sala de Banho (2014) e as HQs A Samurai (2015), A Samurai: Yorimichi (2016) e A Samurai: Primeira Batalha (2017). Ministra aulas de Escrita Criativa, mantém o site Oficina de Escrita e acredita que todos podem ser melhores leitores e escritores.

Deixe o seu comentário

Clique aqui para comentar

Conta aí o que você achou do post!

Newsletter & Teorias da Conspiração

Chega de perder tempo com redes sociais! Segue a gente aqui no tête-à-tête eletrônico da pós-pós-modernidade!