Aí sim, hein!

Que o pH da cerveja é o mesmo que o pH da vagina [A Arte de Amar]

Que o pH da cerveja é o mesmo que o pH da vagina [A Arte de Amar]
O aprendizado hoje é sobre amor! ou quase...

Assistimos o filme A Arte de Amar, que conta a história da ginecologista polonesa Michalina Wislocka e aborda temas sobre a feminilidade e o sexo num período muito conturbado. É um filme maravilhoso dirigido por Maria Sadowska.

A vida de Wislocka e todos os desafios encontrados durante a escrita de seu livro até ser escrito e publicado estão presentes no filme. Também nos é mostrada uma Polônia muito conservadora, sob influência dos costumes impostos pela Igreja e pelo regime comunista vigente.

O filme todo é uma lição, um aprendizado atrás do outro. Recomendamos que você assista-o e depois pode ler inúmeras resenhas por aí nas internetes.

Mas, como você sabe, nosso papel aqui é outro, então vamos lá!

Em certo momento do filme, a pesquisadora afirma algo muito interessante. E é claro que não iria passar batido aqui no #coisasqueaprendicomseries. Ela afirma que a cerveja e a vagina têm a mesma acidez.  

Que o pH da cerveja é o mesmo que o pH da vagina [A Arte de Amar]Sua aula de Química grátis

O Potencial Hidrogeniônico de uma solução é a quantidade de cátions hidrônio (H+ ou H3O+) livres por unidade no volume de uma solução.

A Teoria de Arthenius diz que ácido é toda substância capaz de se ionizar e produzir íons hidrônio em meio aquoso, que por sua vez, apresenta hidrônio e hidróxido. A sigla pH serve para indicar a acidez de um meio (solução) e se este é básico (alcalina) ou neutro.

Como sabemos, as substâncias possuem diferentes níveis de acidez e basicidade. Por exemplo, o café que você prova por aí tem um certo nível de acidez, bem diferente de um ácido sulfúrico, não mesmo?

Resumindo, funciona assim: quanto mais hidrônios houver no meio, mais ácida será a solução e quanto mais íons houver no meio, mais básica ou alcalina será a solução.

Que o pH da cerveja é o mesmo que o pH da vagina [A Arte de Amar]E a Cerveja?

O que quase ninguém sabe é que a cerveja tem papel fundamental na criação do parâmetro.

Por volta do ano de 1909, o doutor em química inorgânica Søren Peter Lauritz Sørensen começou a trabalhar no laboratório da cervejaria Carlsberg e realizou várias experiências com aminoácidos, proteínas e enzimas.

O Objetivo? Melhorar o controle de qualidade das cervejas. Como resultado criou um método que vai de 0 a 14 e é baseado na autoionização da água pura.

O método foi batizado com o nome de pH e serve para medir a alcalinidade e acidez das beras. Segundo o estudo, a ação dos enzimas sobre o substrato da cerveja resultam num pH de 4,5, porém isso pode variar conforme a temperatura.

Todas as soluções com valores de pH menor que 7 são ácidas e soluções com valores de pH maior que 7 são básicas. A água pura tem o famoso pH neutro, possuindo um valor de pH igual a 7 em 25 °C.

Que o pH da cerveja é o mesmo que o pH da vagina [A Arte de Amar]E a Vagina?

Segundo especialistas, o pH de uma região íntima saudável deve ser ácido, ou seja, menor que 7, isso porque, a acidez funciona como uma espécie de defesas natural da região, combatendo irritações, infecções e possíveis odores não desejados.  

A medida da saúde vaginal é o índice de pH, que normalmente varia entre 3,8 a 4,2. Esse número é o melhor para a sobrevivência dos Bacilos de Doderlein, também conhecidos como lactobacilos. São eles que impedem o desenvolvimento de micro-organismos patogênicos.

A principal causa das infecções e irritações na vagina são causados pela redução no nível dos lactobacilos, mas outros fatores podem afetar essa flora, como o uso de antibióticos, estresse e a menopausa.

Um pH vaginal mais ácido, pode causar a candidíase, que provoca coceira intensa e o corrimento branco. Por sua vez, o pH mais alcalino, pode causar a vaginose, que causa mau cheiro, principalmente após a relação sexual.

Que o pH da cerveja é o mesmo que o pH da vagina [A Arte de Amar]Yakult?

Tenho certeza que, se você chegou até aqui, deve estar pensando no famoso produto com lactobacilos vivos.

Apesar de existir uma ampla pesquisa no mundo sobre o assunto, não existe até o momento um consenso entre os médicos sobre o uso de iogurtes e produtos para a reposição dos lactobacilos por não haver uma prova definitiva de que tais produtos ajudam no equilíbrio do pH e reposição dos Bacilos de Doderlein.

Descubra outras curiosidades sobre A Arte de Amar

Leia mais curiosidades sobre Filmes

Cássio Menin

Deixe o seu comentário

Clique aqui para comentar

Conta aí o que você achou do post!

Newsletter & Teorias da Conspiração

Chega de perder tempo com redes sociais! Segue a gente aqui no tête-à-tête eletrônico da pós-pós-modernidade!