Mas será?

Que uma injeção de adrenalina no coração pode parar uma overdose

Que uma injeção de adrenalina no coração pode parar uma overdose Pulp Fiction

Em uma das cenas mais emblemáticas do filme Pulp FictionVincent Vega (John Travolta) é forçado a acertar o coração de Mia Wallace (Uma Thurman) com uma injeção de adrenalina depois que ela cheirou heroína achando que era cocaína. Logo depois de ter uma agulha enfiada com toda força no peito, Mia levanta em um pulo, muito assustada – mas perfeitamente bem. E como isso se daria na vida real?

Que uma injeção de adrenalina no coração pode parar uma overdose Pulp FictionMito cinematográfico

Apesar de ser um recurso bastante usado no cinema, segundo o site Gizmodo, espetar uma agulha no coração só o fará sangrar até a morte – bem ao estilo dos filmes do Tarantino, aliás.

Uma vez que o sangue chegará invariavelmente ao coração, é mais lógico injetar medicamentos nas veias, de preferência nos braços. No entanto, as injeções intracardíacas já foram usadas pelos médicos até 1960 – tanto para injetar medicamentos quanto para retirar líquidos do pericárdio, a membrana que envolve o coração.

Que uma injeção de adrenalina no coração pode parar uma overdose Pulp FictionNão é bem uma injeção de adrenalina

A adrenalina injetada é feita de epinefrina, um hormônio neurotransmissor responsável por ajudar na produção da tirosina, que, por sua vez, acelera todo o corpinho – inclusive o coração. Segundo o site Modern Notion, a epinefrina é normalmente usada para controlar reações alérgicas e só pode ser aplicada na coxa.

Sendo assim, o mais indicado para parar uma overdose seria administrar uma injeção intravenosa de naloxoma. Ela antagoniza os efeitos da overdose e “traz de volta” a pessoa em até 45min. A reação ao medicamento é bem parecida com a de Mia Wallace. No entanto, é preciso saber como aplicar a injeção para não levar a pessoa a óbito.

Você se lembra de outros filmes com a cena da injeção de adrenalina no coração? Deixe o seu comentário!

Descubra outras curiosidades sobre Pulp Fction

Leia mais curiosidades sobre Filmes

Mylle Silva

Vive de inventar e investigar histórias. Publicou o livro de contos A Sala de Banho (2014) e as HQs A Samurai (2015), A Samurai: Yorimichi (2016) e A Samurai: Primeira Batalha (2017). Ministra aulas de Escrita Criativa, mantém o site Oficina de Escrita e acredita que todos podem ser melhores leitores e escritores.

Deixe o seu comentário

Clique aqui para comentar

Conta aí o que você achou do post!

Newsletter & Teorias da Conspiração

Chega de perder tempo com redes sociais! Segue a gente aqui no tête-à-tête eletrônico da pós-pós-modernidade!